• Intégra Odontologia

Os perigos do bifosfonato no tratamento da osteoporose!

Atualizado: 11 de Mar de 2019

Substância usada no tratamento da osteoporose pode trazer graves consequências para os pacientes

Questione e saiba a real necessidade para tomar bifosfonatos!

É necessário ficar alerta para os efeitos colaterais causados pelo uso dos bifosfonatos no tratamento de pacientes com osteoporose, quando o mesmo será submetido à cirurgia ósseas e de implantes dentários.


Os bifosfonatos são substâncias criadas para impedir a osteoporose pós-menopausa ou as metástases em pacientes com câncer, os quais eram utilizados para pacientes em tratamento quimioterápico de metástases ósseas. Após um período de utilização, perceberam os efeitos colaterais de endurecimento dos ossos.


A partir daí os ginecologistas e ortopedistas foram influenciados pelos congressos de grandes laboratórios a prescreverem para os pacientes com osteoporose. Ou seja, um efeito colateral sendo usado como medicamento.


Os problemas começaram a ser descobertos quando os pacientes foram submetidos à cirurgias ósseas de enxerto ósseo e de extração dentária, ou mesmo fraturas ósseas.


Existem outros nomes comerciais e genéricos para o mesmo componente que causa o efeito de provocar osteonecrose (necrose óssea) dos maxilares e de endurecer a cabeça do fêmur. São dezenas de nomes comerciais e genéricos sendo vendidos contendo componentes da família dos bifosfonatos, o mais conhecido é o alendronato.


Mesmo ficando-se sem tomar o medicamento por 5 anos o paciente está contraindicado a fazer uma simples extração dental, pois corre-se o risco de desenvolver osteonecrose.


Além da osteonecrose, outros problemas também podem ocorrer. "Náuseas, problemas intestinais e endurecimento da cabeça do fêmur, provocando fraturas por uma simples queda. Os ossos ficam mais duros, mas menos resistentes a traumas. Não ocorre a cicatrização óssea normal, pois o número de osteoblastos, responsáveis pela cicatrização óssea diminui, assim a ferida fica aberta, resultando em infecção e necrose da área operada.


Conjunto dos riscos associados ao tratamento com bifosfonatos

Os riscos associados ao tratamento com bifosfonatos estão claramente expressos num documento elaborado pela Ordem dos Farmacêuticos de Portugal em 2012:

- Intolerância gastrointestinal manifestada por dor abdominal, náusea, vômitos, diarreia e obstipação, esofagite, disfagia e úlceras esofágicas gástricas;

- Disfunção renal;

- Cancro do esófago;

- Osteonecrose dos maxilares;

- Dor óssea, articular ou muscular;

- Transtornos inflamatórios oculares;

- Fibrilação auricular;

- Fraturas atípicas.


Previna a osteoporose sem riscos e de forma eficaz

- Apanhe sol e mantenha, todo o ano, um nível adequado de vitamina D;

- Faça atividade física diariamente. Os exercícios que obrigam os músculos e tendões a fazerem força sobre os ossos são os mais eficazes a promoverem a calcificação do osso;

- Mantenha uma alimentação adequada, abundante em alimentos vegetais.


#osteoporose #bifosfonato #alendronato #implantedentario #implantes #implantedental #campinas #dentistas


37 visualizações

Se preferir, ligamos para você!